Amor-perfeito

Flor de tom variegado

Onde o verde está camuflado.

Embeleza canteiro de jardim

É dádiva, no amor sem fim.

 Em clandestinidade colhido

Oferecido por um sorriso

Entrada no paraíso,

Com namoro requerido!

Permite o primeiro beijo

 Sem sombra de pecado

Mantem forte desejo,

 Namoro continuado!

Fugido aos frios álgicos,

Longe, deixou de verdejar.

  Novos ares idílicos

Levaram-no a murchar!

 

 

Porto, 29/11/12                      jose.gcmonteiro@gmail.com                        José Gil

 

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s